×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...

7 curiosidades sobre a ponte Luiz I que tens de descobrir

Carolina Bessa Carolina Bessa

7 curiosidades sobre a ponte Luiz I que tens de descobrir

A ponte Luiz I é um símbolo da cidade Invicta.

Sejam portuenses ou não, todos conhecem a ponte Luiz I que liga a ribeira do Porto ao cais de Vila Nova de Gaia. É um ponto de interesse da cidade e dificilmente existirá um portuense que ainda não a tenha atravessado a pé, seja no tabuleiro superior ou inferior.

Por isso, e por ser tão importante e um símbolo da cidade, dedicamos-lhe este artigo para que a possamos ficar a conhecer ainda melhor.

Estas são 7 curiosidades sobre a ponte Luiz I.

1. Chama-se ponte Luiz I e não Dom Luiz, como muitos pensam

É verdade! É normal ouvir “Ponte D. Luiz” ou “D. Luiz I”, enquanto se passeia pelas ruas da cidade ou se fala com alguém. Contudo, o seu nome oficial não tem o “Dom”.

Apesar de ter ganho o nome em homenagem ao rei Dom Luiz I, diz-se que, como este não esteve presente na sua inauguração, os portuenses, que tomaram esta ação como uma ofensa, “fizeram cair” o “Dom”, passando o seu nome oficial a ser apenas “Luiz I”.

2. A ponte foi inaugurada em 1886

O tabuleiro superior da ponte foi inaugurado a 31 de outubro de 1886, no dia de aniversário do rei Dom Luiz I. O tabuleiro inferior seria inaugurado um ano mais tarde.

Publicidade

3. Está entre as 15 pontes mais bonitas da Europa

Em dezembro de 2019, a Ponte Luiz I foi considerada pela European Best Destinations, uma organização europeia de consumidores e especialistas que promove o turismo e a cultura na Europa, com sede em Bruxelas, uma das mais bonitas da Europa.

4. Já foi a maior ponte com o maior arco de ferro forjado do mundo

O arco da ponte do Porto com 172 metros já foi o maior do mundo. Apenas foi superado em 2017 ponte chinesa do Canal de Tianshenggang.

5. A autoria da ponte não é de Gustav Eiffel

Muitos julgam que a ponte foi construída pelo autor da Torre Eiffel em Paris. Contudo, a autoria pertence a Théophile Seyrig, discípulo de Gustav Eiffel.
6. Até 1944 pagava-se portagem para circular

Desde que foi inaugurada e até 1944, quem passava na ponte estava sujeito ao pagamento de portagem. O valor era pago por pessoa.

7. Circulação de carros no tabuleiro superior

Até 2003 foi permitida a circulação de carros no tabuleiro superior da ponte. Depois foi proibida para adaptar à circulação do metro, como é atualmente.

Queres saber mais curiosidades sobre o Porto?

Foto de capa: Instagram @manuel.o.soares

O Que Fazer