×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...

Expressões que só quem é do Porto entende

Carolina Bessa Carolina Bessa

Expressões que só quem é do Porto entende

Há coisas que só mesmo os portuenses sabem o que significa.

Desde palavras a expressões, há muitas coisas na língua portuguesa que distinguem as várias regiões. O Porto em particular (e o Norte em geral) tem muitas expressões próprias e que “lá pra baixo” não são compreendidas.

Não falamos apenas de diferenças como “chuço”, “guarda-chuva” e “chapéu-de-chuva”, mas também de expressões ou palavras que são totalmente diferentes ou não existem mesmo noutros locais, como o sempre clássico “morcão” (ou “morcoum”, dito com a nossa bela e característica pronúncia). 

Os portuenses têm um forma muito própria de estar na vida e isso é também claro na forma de falar. Faz parte da nossa identidade. 

Estas são, então, algumas (entre muitas outras) expressões que só quem é do Porto vai entender!

Publicidade

  • (B)Vai no Batalha: Estás a contar-me “histórias”; estás a “enrolar-me”; é fita; é mentira
  • Molete: um pão normal
  • Adiantar um grosso: Nem vale a pena
  • Andar de cu tremido: andar de carro
  • Dar de frosques: ir embora (bazar)
  • Estrugido: O primeiro passo de qualquer cozinhado português. Noutras regiões dizem “refogado”
  • Alapar: sentar bem sentadinho
  • Pneu (bebida): água das pedras com gelo e limão e um pacote de açúcar, que vem a acompanhar para quem quiser
  • Arreganhar a taxa: rir e mostrar os dentes
  • Bicha: uma fila (de espera por exemplo)
  • Bolinha pinchona: lá em baixo dizem “bolinha saltitona”
  • Breca: uma cãibra
  • Jeco: um cão
  • Lapada: um estalo, uma chapada
  • Chamar o Gregório: vomitar
  • (B)Vergar a mola: trabalhar muito, dar no duro
  • Mandar bitaites: dar palpites
  • Estar com o toco: estar mal-humorado
  • Andor (b)violeta: sai, desaparece!
  • Dia de picó boi: dia de trabalho
  • Encher a mula: comer (e bem)
  • Carago: uma interjeição que serve na maior parte das situações (surpresa, alegria, aborrecimento, enfim, dá para tudo!)
  • Broeiro: alguém sem maneiras, rude
  • Briol: frio (muito frio)
  • Acordar de cu pró ar: acordar mal-disposto
  • Comer o caco: confundir
  • Laurear a pevide: ir passear, dar uma volta
  • Surbia: uma cerveja
  • (Ó) (b)vai-me à loja: não me chateies, vai embora
  • Esbardalhar: cair
  • Bater a caçoleta: morrer

Estas são apenas algumas. Temos muitas mais só nossas. E o que também não nos falta é orgulho em ser do Porto ♥️

lickr.com/simplethrill

Foto de capa:@tjholowaychuk

O Que Fazer