×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...

Há um novo restaurante no Porto com uma estrela Michelin

Valter Leandro Valter Leandro

prato de assinatura do restaurante Vila Foz no Porto
O Porto acaba de ficar mais rico no que respeita à fina gastronomia. É que o restaurante Vila Foz recebeu ontem, na Gala do Guia Michelin Espanha & Portugal 2022, a sua primeira estrela Michelin, tornando-se no 10º restaurante do Norte do país galardoado com este mérito da culinária mundial.
chef Arnaldo do restaurante Vila Foz a receber a estrela michelin
@vilafozhotel

10 estrelas Michelin no Norte do país

A partir de hoje, o Norte de Portugal conta com 10 estrelas Michelin, sendo que alguns restaurantes detêm duas destas nomeações: a Casa de Chá da Boa Nova, do Chef Rui Paula, em Leça da Palmeira, e o The Yeatman, do Chef Ricardo Costa, em Vila Nova de Gaia.

Esta é a lista de restaurantes na Grande Lisboa, com estrelas Michelin “coladas” na porta de entrada.

Com 2 estrelas Michelin:

  • Casa de Chá da Boa Nova, do Chef Rui Paula (Leça da Palmeira)
  • The Yeatman, do Chef Ricardo Costa (Vila Nova de Gaia)

Com 1 estrela Michelin:

  • Vila Foz, do Chef Arnaldo Azevedo (Porto)
  • A Cozinha, do Chef António Loureiro (Guimarães)
  • Antiqvvm, do Chef Vítor Matos (Porto)
  • G Pousada, do Chef Óscar Gonçalves (Bragança)
  • Largo do Paço, do Chef Tiago Bonito (Amarante)
  • Mesa de Lemos, do Chef Diogo Rocha (Viseu)
  • Pedro Lemos, do Chef Pedro Lemos (Porto)
  • Vila Foz, do Chef Arnaldo Azevedo (Porto)
Chef Ricardo Costa, do restaurante The Yeatman
Chef Ricardo Costa, do restaurante The Yeatman | @gastronomic_bytheyeatman

Vila Foz, o mais recente vencedor Michelin

O Chef responsável pela cozinha do restaurante Vila Foz é Arnaldo Azevedo, que prima pelas texturas e sabores que consegue auferir aos seus pratos.

Instalado no Vila Foz Hotel & Spa, no Vila Foz vais poder usufruir de uma das melhores experiências gastronómicas, sempre cheia de estímulos e sensações únicas.

Os peixes e os mariscos reinam nesta cozinha ao comando do Chef Arnaldo, com propostas de degustação elegantes e muito ousadas.

Publicidade

Os vencedores no Algarve, Alentejo e Porto

O Porto recebeu mais uma estrela Michelin, mas a zona do Algarve continua a ser a que detém mais restaurantes com esta distinção culinária, tendo recebido nesta edição do Guia Michelin, duas novas estrelas, em Tavira e Lagos.

Na Gala do Guia Michelin de ontem, que aconteceu no auditório do Palau des Arts Reina Sofía, em Valência, foram distinguidos outros quatro restaurantes portugueses, além do Vila Foz no Porto:

  • A Ver Tavira, do Chef Luís Brito (Tavira, Algarve)
  • Al Sud, do Chef Louis Anjos (Lagos, Algarve)
  • Esporão, do Chef Carlos Teixeira (Herdade do Esporão, Reguengos de Monsaraz)
  • CURA, do Chef Pedro Pena Bastos (Lisboa)
prato de assinatura do restaurante CURA em Lisboa
@curalisboa

Portugal não perde nenhuma estrela

Uma das grandes novidades foi também o facto de Portugal manter todas as estrelas Michelin ganhas até agora, sendo que ainda não foi desta que conseguiu a tão almejada terceira estrela, que significa “uma cozinha única, justifica a viagem”.

Desta forma, no total do país, passamos a contar com sete restaurantes com duas estrelas Michelin (“cozinha excelente, vale a pena o desvio”), e 26 com a distinção de uma estrela do conhecido guia de estradas:

Com 2 estrelas Michelin:

  • Belcanto, do Chef José Avillez (Lisboa)
  • Alma, do Chef Henrique Sá Pessoa (Lisboa)
  • Casa de Chá da Boa Nova, do Chef Rui Paula (Leça da Palmeira)
  • Il Gallo d’Oro, do Chef Benoît Sinthon (Funchal)
  • Ocean, do Chef Hans Neuner (Alporchinhos)
  • The Yeatman, do Chef Ricardo Costa (Vila Nova de Gaia)
  • Vila Joya, do Chef Dieter Koschina (Albufeira)

Com 1 estrela Michelin:

  • CURA, do Chef Pedro Pena Bastos (Lisboa)
  • 100 Maneiras, do Chef Ljubomir Stanisic (Lisboa)
  • Eleven, do chef Joachim Koerper (Lisboa)
  • Eneko Lisboa, dos Chefs Eneko Atxa e Lucas Bernardes (Lisboa)
  • Epur, do Chef Vincent Farges (Lisboa)
  • Feitoria, do Chef João Rodrigues (Lisboa)
  • Fifty Seconds by Martín Berasategui, do Chef Filipe Carvalho (Lisboa)
  • Fortaleza do Guincho, do Chef Gil Fernandes (Cascais)
  • LAB by Sergi Arola, dos Chefs Sergi Arola e Vladimir Veiga (Sintra)
  • Loco, do Chef Alexandre Silva (Lisboa)
  • Midori, do Chef Pedro Almeida (Sintra)
  • A Cozinha, do Chef António Loureiro (Guimarães)
  • Antiqvvm, do Chef Vítor Matos (Porto)
  • Al Sud, do Chef Louis Anjos (Lagos)
  • A Ver Tavira, do Chef Luís Brito (Tavira)
  • Bon Bon, do Chef José Lopes (Carvoeiro)
  • Esporão, do Chef Carlos Teixeira (Reguengos de Monsaraz)
  • G Pousada, do Chef Óscar Gonçalves (Bragança)
  • Gusto by Heinz Beck, do Chef Libório Buonocore (Almancil)
  • Largo do Paço, do Chef Tiago Bonito (Amarante)
  • Mesa de Lemos, do Chef Diogo Rocha (Viseu)
  • Pedro Lemos, do Chef Pedro Lemos (Porto)
  • Vila Foz, do Chef Arnaldo Azevedo (Porto)
  • Vista, do Chef João Oliveira (Portimão)
  • Vistas, do Chef Rui Silvestre (Vila Nova de Cacela)
  • William, do Chef Luís Pestana (Funchal)

Da parte do Porto Secreto, parabéns a todos os novos vencedores e a todos os que conseguiram manter as suas estrelas Michelin, mesmo nos tempos conturbados em que vive este setor, o que aumenta ainda mais o prestígio de todos os restaurantes portugueses.

Quem sabe, um dia, também estes restaurantes possam ser galardoados com uma destas estrelas Michelin.

Gastronomia Notícias