×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...

Festa do Cinema Francês no Porto até ao dia 4 de novembro

Carolina Bessa Carolina Bessa

festa do cinema francês

O festival arrancou no Porto no dia 26 de outubro, no Rivoli.

A Festa do Cinema Francês vai já na sua 21ª edição e é uma celebração do melhor que o cinema francês tem para oferecer ao mundo. Este é o principal evento francófono realizado em Portugal e, apesar de ser organizado em Lisboa, as sessões espalham-se um pouco por todo o país.

O festival começou em Lisboa, no passado dia 8 de outubro, tendo-se prolongado até ao dia 21 e depois apresentou sessões especiais em Almada e Coimbra, tendo agora chegado à cidade Invicta. De 26 de outubro a 4 de novembro, o Porto recebe alguns dos melhores filmes franceses.

A sessão de abertura, que aconteceu ontem, teve como palco principal o Teatro Municipal do Porto – Rivoli. Foi exibido o filme “Agente Haxe” e a sessão contou ainda com a participação especial do realizador Jean-Paul Salomé.

Até ao dia 4 de novembro o festival ocupa o Cinema Trindade. Para além disso, e uma novidade desta edição de 2020, devido à pandemia do coronavírus, as sessões serão todas exibidas em streaming, chegando, portanto, a todo o território português.

Publicidade

Festa do Cinema Francês: o programa no Porto

Apenas a sessão inaugural teve lugar no Rivoli, sendo que até ao próximo dia 4 o festival ocupa o Cinema Trindade. Este é o programa:

29 de outubro
  • “O melhor ainda está para vir” às 19h
  • “Felicitá” às 21h30
30 de outubro
  • “O amanhã é nosso” às 16h30
  • “Aznavour por Charles” às 19h
  • “Queria ter alguém à minha espera num sítio qualquer” às 21h30
31 de outubro
  • “O espaço entre nós” às 16h30
  • “Doutor?” às 19h
  • “A rapariga da pulseira” às 21h30
1 de novembro
  • “Felicitá” às 16h30
  • “O capital no século XXI” às 19h
  • “Destino: Veneza” às 21h30
2 de novembro
  • “Cão” às 16h30
  • “Nas termas” às 19h
  • “Play” às 21h30
3 de novembro
  • “Play” às 16h30
  • “Nem uma nem outra” às 19h
  • “Cão” às 21h30
4 de novembro
  • “Queria ter alguém à minha espera num sítio qualquer” às 16h30
  • “De Gaulle” às 19h
  • “O meu primo desajeitado” às 21h30

Foto de capa: flickr.com/Camila Mazzini

Cultura