×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...

Um pouco de história e factos interessantes sobre os Clérigos

Carolina Bessa Carolina Bessa

Um pouco de história e factos interessantes sobre os Clérigos

Os Clérigos são um símbolo da cidade do Porto.

Projeto do arquiteto italiano Nicolau Nasoni, a Torre dos Clérigos é um ponto de visita obrigatório, não apenas para quem vem conhecer a cidade, mas para os próprios portuenses. Tal como a Torre, também o é a Igreja dos Clérigos.

Quem nunca subiu os imensos degraus da Torre? Quem nunca visitou a igreja? Poucos haverá que ainda não o tenham feito!

Porque é que se chama “Clérigos”?

Os edifícios estão relacionados com a Irmandade dos Clérigos Pobres, que representa a fusão de três instituições de beneficiência (Confraria dos Clérigos Pobres de Nossa Senhora da Misericórdia, a Irmandade de São Filipe de Nery e a Confraria dos Clérigos de São Pedro). A sua missão era apoiar clérigos em dificuldades e funcionava na Igreja da Misericórdia. Contudo, este espaço não era suficiente, pelo que se começou a pensar no projeto que contempla, atualmente, a torre e igreja dos Clérigos.

Foi, então, em 1731 que se decidiu construir uma nova igreja. Nicolau Nasoni projetou os edifícios e a primeira pedra foi lançada em 1732. A primeira missa celebrada na nova igreja, ainda incompleta, foi em 1748, mas o projeto completo só foi terminando por volta de 1763.

Publicidade

O arquiteto, com vários projetos desenvolvidos em Portugal, escolheu ser sepultado na igreja dos Clérigos e, aquando da sua morte, em 1773, a sua vontade foi cumprida.

Os Clérigos distinguem-se pelo seu estilo barroco. A igreja, com uma decoração bastante detalhada, prima pelo contraste das mármores e pelos santos.

torre dos clérigos
flickr.com/MathieuB

Algumas curiosidades sobre os Clérigos

  • A Torre dos Clérigos tem 75 metros, seis andares e 240 degraus (numa escadaria em espiral);
  • A Torre dos Clérigos foi distinguida como monumento nacional em 1910;
  • Os Clérigos são considerados uma das maiores obras de Nicolau Nasoni;
  • O edifício entre a Igreja e a Torre, hoje conhecido como Casa dos Clérigos, funcionava como uma enfermaria;
  • A Torre assinalou 250 anos em 2013;
  • Desde 2015 é possível visitar a Torre em horário noturno;
  • Em 1917, foi gravado um filme publicitário no monumento e chama-se “Um chá nas nuvens”.

O que sabes sobre a ponte Luís I?

Foto de capa: flickr.com/Mathieu

O Que Fazer